News Stories

  • Chegando em Buenos Aires

    Cotação do dia: 1 real = 2.50 pesos argentinos no Banco de La Nación Argentina.

    Após um longo percurso na capital paulista de Perdizes (bairro) até o Aeroporto Internacional de Guarulhos (Cumbica), passando pela Estação de metrô Marechal Deodoro e Tatuapé, embarcamos no avião da Pluna, destino a Buenos Aires, com uma parada (que achamos muito demorada) em Punta Del Este, no Uruguai.

    A Pluna é mesmo como a minha irmã falou: não servem nada de graça ao contrário da Tam, que nos levou à capital uruguaia (Montevideo) em dezembro do ano passado e que teve até jantar. A água servida pela companhia aérea Pluna custa 3 dólares à bordo!

    Chegando em Buenos Aires, mudança de planos: ao invés de pousarmos no Aeroparque Jorge Newbery, acabamos descendo no aeroporto internacional de Buenos Aires, o Aeropuerto Internacional de Ezeiza Ministro Pistarini por causa do tempo fechado. Ou seja, bem mais longe do centro de Buenos Aires, onde estava o nosso hotel.

    O lado bom foi que pudemos trocar logo de cara alguns reais por pesos argentinos em uma ótima cotação no Banco de La Nación Argentina, o melhor lugar para se trocar o dinheiro no aeroporto aqui em Buenos Aires (dica de alguns blogs de viagens). 1 real estava valendo 2,50 pesos argentinos. No outro aeroporto não teríamos esta opção. Teríamos que pagar bem mais caro em alguma outra casa de câmbio para termos alguns trocados na carteira.

    O melhor é andar com a moeda local apesar de aceitarem real e dólar em vários lugares.

    Como estávamos somente com bagagem de mão ficou fácil encarar o ônibus circular público de Buenos Aires. Pegamos o número 8, que levou 2 horas para chegar até no centro, próximo ao Milán Hotel. Ao invés de pagar 170 pesos argentinos de táxi, pagamos 2 pesos ou R$0,80 cada (tem que ser pago com moedas), e levamos o dobro do tempo para chegar. Um interessante city tour noturno forçado com direito à música ao vivo cantada por um bêbado no ônibus (modinhas argentinas). Valeu a pena. Pegamos um táxi do ponto que descemos até o hotel por 16 pesos. Era logo ali.

Todas as Viagens

Comentários

  • denise: anonimo já diz covarde , ignorante e preconceituoso, vc...
  • Ken: Caracas…. quanto japa!! Fora vcs dois, o resto era tudo...
  • Bilir: No deis nunca, nunca, nunca, por muerto al Madrid. Es un...
  • Maria: Oi Vinia, nao conhee7o Morgan Hill. Pelo que vc contou, deve...